CLÓVIS GRACIANO – Exposição “Arte De Cavalete” Caixa Cultural São Paulo

IMG_8217
(foto Jussi Szilágyi)

Esta linda Exposição de Clóvis Graciano “Arte de cavalete” ,conta com obras do artista paulista que pertencem em sua maioria, a coleções particulares e à sua família.
A curadoria é de Enock Sacramento e destaca o talento de um aclamado muralista por meio de sua produção em ateliê.

IMG_8218

“Flores com fundo cubista” s/data OST 55x45cm (foto Jussi Szilágyi)

Nesta exposição tive uma visão mais clara das fases do artista e também dos diferentes movimentos artísticos brasileiros. “Pode-se apreciar o figurativismo de Graciano em pinturas, desenhos,xilogravuras,aquarelas e estudos que impressionam pelos temas sociais abordados. As pinceladas do artista também são destaque em suas pinturas de natureza-morta e auto-retrato”.

IMG_8220

“Auto-retrato” 1936 (foto Jussi Szilágyi)

Um texto de Paulo Graciano , filho do artista, aborda este momento de 1936 em que o pai larga um cobiçado cargo de fiscal de imposto de consumo para se lançar na grande aventura que é ser artista plástico no Brasil ou em outro país qualquer .Essa confiança no próprio talento e o desprendimento para perseguir seus sonhos, mais do que qualquer outra coisa, marcaram a sua admiração pelo pai,pelo homem e pelo artista.

IMG_8222

“Homem com Trombone” 1964, OST 79x54cm (foto Jussi Szilágyi)

CLOVIS GRACIANO OU A POÉTICA DO MOVIMENTO

Nasceu em Araras,em 1907,começou a trabalhar cedo em Leme, como picador de carvão numa oficina de carruagens, na qual iniciou-se no ofício da pintura de frisos e marcas comerciais em carroças e caminhões.Trabalhou também na Estrada de Ferro Sorocabana,como pintor de postes e placas.

Em 1934 veio para São Paulo e aproximou-se de intelectuais no Ateliê de Waldemar da Costa e na Escola Paulista de Belas-Artes.
Em 1937 entrou para o Grupo Santa Helena na época na Praça da Sé, tendo como colegas Volpi, Rebolo, Bonadei, Pennacchi, Zanini, Rizzotti, Rosa e Martins.Os santelenistas em sua grande maioria gostavam da boa pintura ,sem ser acadêmica.Graciano era um pouco diferente da maioria pois privilegiava a figura humana, enquanto vários privilegiavam a natureza.

IMG_8224

“Músico” 1971 OST 72×52 cm (foto Jussi Szilágyi)

Clovis Graciano desde cedo adorava a música e aprendeu a tocar vários instrumentos e serviu de inspiração para numerosos desenhos e pinturas.
“O Movimento ,o ritmo,a leveza do deslocamento do corpo humano,apoiado no solo ou flutuando,são elementos característicos do universo telúrico do artista, que também incorpora ,não raro,pássaros,cavalos e outros animais.”

IMG_8226

“Clarinetista” 1972 OST 61x46cm (foto Jussi Szilágyi)

Esta exposição reúne 40 obras de Clovis Graciano, a maioria delas pertencentes a coleções particulares e de parentes do artista.No andar de baixo de seu apartamento, residia seu irmão Ranulpho, casado com Adélia, pais de Carla Mourão, que empreende esta mostra.
Trata-se de obras de cavalete, de pequeno e médio formatos.
São obras que poucos conhecem e que ficaram por muito tempo próximas do pintor!!!

IMG_8228

“Menino com pássaros” 1968 OST 46x33cm (foto Jussi Szilágyi)

IMG_8229

“Mulheres com bandolim” 1974 OST 64x90cm (foto Jussi Szilágyi)

IMG_8230

“Mulher com ramalhete” 1972 OST 80x54cm (foto Jussi Szilágyi)

IMG_8231

“Cavalo” 1956 bico de pena 60x45cm (foto Jussi Szilágyi)

IMG_8233

“Estudo para painel para Instituição Financeira” década de 50 , guache 28x89cm (foto Jussi Szilágyi)

IMG_8234

(foto Jussi Szilágyi)

IMG_8235

(foto Jussi Szilágyi)

IMG_8236

“Mulher com rayban” 1965 óleo sobre papel 41x28cm (foto Jussi Szilágyi)

(Visited 530 times, 1 visits today)
Tags: , ,
0