São José de Cupertino: O Santo Relutante

Colecionador de curiosidades como qualquer fotógrafo digno, nada é mais curioso pra mim que a vida dos assim chamados santos. O que é mais surreal do que poder, documentadamente, com centenas de testemunhas, levitar, por exemplo? Como é o caso do São José de Cupertino (um entre vários outros).

A história dele é ótima.

Nasceu Giuseppe Maria Desa (1603 – 1663), no vilarejo de Cupertino, Italia. Perdeu o pai cedo e sua casa foi tomada pelas autoridades, para pagar as dividas do pai.

Giuseppe, ou José, começou a ter experiências de êxtase espiritual quando criança. Um outro mestre famoso da India tinha as mesmas visões e êxtases, Ramakrishna.

Em 1620, com 17 anos de idade, entrou para a ordem dos capuchinhos depois de ter sido rejeitado pelos franciscanos, por não saber ler nem escrever. Os capuchinhos, um ramo reformista dos franciscanos, viviam afastados da sociedade, como eremitas. Usavam um pequeno capuz daí seu nome.

Logo depois José foi expulso da ordem pois seus estados de êxtase impediam que fizesse seus deveres. Voltou para casa e foi humilhado pela própria família que achava que ele era louco.

Perto de Cupertino implorou para os freis locais deixarem-no trabalhar nos estábulos. Depois de vários anos trabalhando nas estrebarias, os freis, admirados pela sua dedicação e simplicidade aceitaram-no na ordem da qual saiam padres para servir nas igrejas.

Foi ordenado padre em 1628, com 25 anos e enviado para o santuário Madonna della Grazia, Seus extases espirituais começaram a se multiplicar. E começou a levitar durante a missa (!!?) e durante a oração coletiva. Ficou famoso na região e era considerado um santo já em vida. Com o tempo a igreja o considerou um problema já que as pessoas vinham ver a levitação e a sua igreja virou um circo. Decidiram tranca-lo longe do publico numa pequena cela, isolado de todos.

cupertino

 

Como na época o fenômeno de levitação era considerado bruxaria ele foi denunciado pela Inquisição (!!). Durante a investigação José levitou 70 vezes de acordo com documentos da igreja. Foi mandado para diversos monastérios e observado durante 35 anos (!). Finalmente, com 54 anos de idade foi mandado de volta pra mundo. Morre com 60 anos de idade.

Foi canonizado pela Igreja em 1763, cem anos depois de sua morte. Hoje é o santo padroeiro dos viajantes, aviadores, astronautas e estudantes que não passam de ano.

Quadro de Ludovico Mazzanti mostrando o São José em ação

cupertino2

Fonte:  Claudio Edinger. Fotógrafo.

(Visited 312 times, 1 visits today)